Gato chorando: você sabe identificar?

Gato chorando: você sabe identificar?

Quase todo mundo consegue identificar o choro de um cachorro. Mesmo sem lágrimas, é impossível não reconhecer um cachorro choramingando. Já com os felinos, não é assim tão fácil identificar um gato chorando. Isso acontece porque além da ausência de sinais físicos, como lágrimas, o choro não é tão fácil de ser identificado porque é facilmente confundido com um miado.

Por isso, é preciso conhecer muito o seu pet e ter muita atenção para conseguir identificar o seu gato chorando. Ao contrário de nós, seres humanos, quando os olhos dos pets estão lacrimejando, normalmente isso significa que ele tem alguma alergia ou irritação na região. E com a ausência das lágrimas e com o miado muito parecido com avisos de medo, fome ou atenção, é difícil identificar o gato chorando.

Você sabe porque o seu gato pode estar chorando?

Ao contrário dos cachorros, gatos são animais muito mais reservados e não costumam reclamar. Daí a dificuldade de identificar um gato chorando. Mas, por serem tão reservados e não reclamarem, quando o choro é identificado, é preciso prestar bastante atenção ao seu animal e provavelmente, levá-lo ao veterinário.

gato chorando

Filhotes

Todos os filhotes costumam ser mais sensíveis e necessitam de mais atenção. Com os filhotes de gato, não seria diferente. Por isso, é mais fácil ver um filhote de gato chorando do que algum gato adulto chorando.

Os filhotes podem chorar por saudade da mãe, por medo, fome ou por atenção. No caso dos filhotes, é legal você separar um cantinho confortável para o seu pet, com brinquedos, água, comida e uma caminha aconchegante. Assim, a ambientação do seu pet será mais natural e será mais difícil encontrar seu gato chorando. Com o tempo, ele estará mais ambientado, e a ansiedade e o medo diminuirão. No caso dos filhotes, é questão de tempo até que eles se acostumem ao novo ambiente.

Lembrando que os filhotes precisam de alguns cuidados especiais nos primeiros meses de vida. Além dos cuidados veterinários, a forma como você vai educar o seu gatinho nos primeiros meses determina todo o comportamento dele ao longo da vida. Por isso, apresente o mundo a eles, sons, cheiros, pessoas e outros pets, tudo o que ele precisará de familiarizar e conviver.  Treine alguns comandos simples para educá-los e dê alguma recompensa em troca E evite experiências traumáticas que possam afetar a relação do seu gato com outros pets ou pessoas a longo prazo.

Adultos

Os gatos costumam ser animais muito territorialistas e reservados. Quando ocorre alguma mudança muito brusca na sua rotina, eles podem reagir com choro. Então, se você vai mudar de casa, comprou algum pet novo, tem crianças na casa ou trocou de ração, é bom estar atento ao comportamento do gato. Ele pode demonstrar a sua insatisfação com essas mudanças através do choro.

Se nenhuma dessas mudanças bruscas acontecem e o seu gato está chorando, é bom ficar de olhos bem abertos pois a dor costuma ser física. Nesse caso, investigue o seu gato para tentar encontrar a dor e averiguar se não há nada de errado com ele. Siga alguns passos para tentar encontrar a fonte do problema.

  • Procure feridas, lesões ou algum tipo de caroço pelo corpo do seu gato
  • Preste atenção se não há algum tipo de secreção nos olhos, na boca ou no nariz
  • Verifique se ele está respirando corretamente ou com dificuldade
  • Olhe a caixa de areia para ver não há nada de anormal nela
  • Leve seu gato ao veterinário para ter certeza de que seu gato está bem de saúde

Dica: Os canais lacrimais dos gatos costumam ser bloqueados. Eles não funcionam da mesma maneira que o nosso. Se o seu gato está com o olho marejado, lacrimejando, preste atenção se alguma coisa não caiu no olho. Por ficarem muito próximos ao chão, se atente se os produtos de limpeza não estão fortes e são os responsáveis por essa irritação. Se sair alguma secreção amarelada ou algo que não seja rotineiro, pode ser alguma infecção. Leve o gato ao veterinário imediatamente para ter um diagnóstico preciso.

Fêmeas

Se você tem uma gata fêmea, já pode ficar mais tranquilo! No caso das fêmeas, o choro noturno pode ter um motivo diferente: elas costumam chorar quando estão no cio. Então, se a sua gata ainda não é castrada, está na puberdade e está chorando a noite, é porque ela está no cio. Nesse caso, você pode ficar despreocupado. Ou você achou que eram só as mulheres que choravam nesse período??

Quando as gatas estão no cio, se atente se as janelas da sua casa estão fechadas. Os feromônios produzidos durante esse período chamam a atenção de gatos que podem estar na rua. Caso sua gata tenha contato com esses gatos da rua, ela pode acabar tendo uma gravidez inesperada ou contrair doenças.

Importante lembrar: A castração é muito importante para os felinos. Ela é a decisão mais segura para a proteção do seu pet a longo prazo. A castração proporciona uma vida mais tranquila e saudável e ao contrário do que dizem, ela não faz mal aos animais. Eles acasalam por instinto e não por prazer, igual nós seres humanos, e por isso ela não interfere em sua saúde física ou emocional. Castrar o seu pet é muito importante pois evita que eles tenham relações sexuais com animais da rua, evitando a superpolução de animais e também a transmissão de doenças.

Se tiver mais dúvidas sobre a castração animal, clique aqui que nós te ajudamos!

Como agir com o seu gato chorando?

            Agora que você já aprendeu a identificar seu gato chorando e sabe interpretar os sinais que ele dá, você sabe como ajudar quando isso acontece? Prestando atenção aos sinais e entendendo o que cada tipo de situação significa, você pode tomar algumas atitudes para amenizar o sofrimento do seu gato.

Afeto

Quem não gosta de um pouco de afeto em situações difíceis? Os felinos também gostam. Em momentos de dificuldades todo mundo gosta e precisa de um apoio, um pouco de afeto e compreensão. Quando os animais estão nesse estado é importante que você seja um ponto de apoio e carinho para ele, oferecer um cafuné, um ambiente confortável e às vezes até um mimo para que ele se sinta amado pelo dono.

Rotina

Caso você tenha notado que o motivo do seu gato chorando está relacionado a uma mudança de rotina, você precisará adaptá-lo aos poucos a essas mudanças. Assim como é preciso ensinar e adaptar um filhote quando adotado, trabalhe toda essa readaptação com o seu gato. Com calma, o apresente a possíveis novas pessoas com quem ele terá que conviver, o apresente a sua nova casa ou comida. Mas evite qualquer mudança muito brusca sem cuidado, pois ele irá estranhar e a adaptação será mais difícil. Mostre que tudo aquilo também vai ser bom e dê recompensas como forma de gratificação pelos avanços.

Veterinário

Se não tiver acontecido nada de anormal que justifique seu gato chorando, preste atenção! Nesse caso, como o comportamento e ambiente não se encaixam como a causa da mudança, a causa pode ser algum problema de saúde. Principalmente se o choro for constante, persistente, esse é um grande alerta que o seu pet pode estar doente. Provavelmente ele está com alguma dor mais forte ou incômodo no organismo e o choro é a sua forma de pedir ajuda.

A melhor alternativa é levar o gato ao veterinário para ter um diagnóstico preciso. Se não for nada grave, você já tira a dúvida, se tranquiliza e cuida do que for necessário. Se for algo mais sério, é bom porque você já tem um diagnóstico mais precoce e evita futuros problemas mais graves.

            Principalmente se o olho do seu gato está lacrimejando, apesar de não ser o choro em si, é certeza de que o seu gato precisa ir ao veterinário. A causa mais comum nesse caso é infecção ou inflamação nos olhos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu

Ainda não baixou o guia completo de vacinas para caês?